Terça-feira, 2 de Junho de 2009

“Paulo Rangel não está neste combate para perder, está neste combate para vencer, não está a fazer um discurso para perder de poucos, está a fazer um discurso de vitória e eu acho-a perfeitamente possível que esse resultado seja alcançado”, disse o ex-presidente do PSD

 

Palavra de Menezes, um bom exemplo nesta recta final. Faz muita falta todos os que vierem por bem. Todos os militantes do PSD fazem muita falta.

 

Estas eleições são a alavanca para Outubro. Vão contagiar tanto as Legislativas, como as Autárquicas. Agora é tempo de convergir, é tempo de apoiar.

 

Mas Menezes teve ainda resposta à altura de Rangel:

 

Paulo Rangel agradeceu os elogios e revelou que nas eleições autárquicas de Outubro votará em Menezes.” Votarei três vezes neste presidente de câmara e em Outubro votarei de novo”. Depois realçou o trabalho do presidente da câmara, afirmando já viu “a cidade à beira do abismo e ela agora está transformada numa das referências nacionais”.

É este o clima que procuro para o meu Partido! Quero mais nomes a dar a cara. Mais personalidades do Partido.

 

Ao ler estas notícias também me suscitou uma dúvida permanente. Que papel devem ter os ex-líderes de um Partido?

 

Diogo Agostinho, no "Psicolaranja"



publicado por Política de Verdade às 17:21
2 de Junho, 2009 | link do post | comentar

 
Donativos

Donativos

Redes Sociais