Sábado, 15 de Agosto de 2009

Num texto infra publicado pelo F. Mota Ferreira é feita alusão à espantosa notícia sobre a contratação de médicos cubanos para suprir carências do serviço nacional de saúde.
A questão é que, ao longo dos últimos anos (talvez décadas) inexplicáveis forças impediram o alargamento da base de formação de médicos no nosso País.
Percebo bem o conforto de quem ocupa hoje uma das raras profissões com presente e futuro garantido. Ao contrário do que se verifica em praticamente todos os outros sectores, que enfrentaram nos últimos anos mudanças tremendas, para um médico a concorrência não é um problema.
Neste problema, o que é verdadeiramente impressionante é a forma dissimulada, fundada em falsos argumentos, com que prestigiados académicos e governantes se tornaram cúmplices desta afronta ao interesse público e às legítimas ambições pessoais de tantos portugueses.
 

Pedro Duarte, no "Novas Políticas"



publicado por Política de Verdade às 12:39
15 de Agosto, 2009 | link do post | comentar

 
Donativos

Donativos

Redes Sociais