Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

No debate político em curso, não faltam dados (objectivos) que provam o estado de pré-colapso do País e o falhanço da governação PS.
Contudo, a somar a isso, há um outro argumento, menos recorrente, talvez pelo seu carácter mais imaterial.
Ora, para sairmos do beco, Portugal precisa de alma. Os desafios que temos pela frente são de tal ordem que só serão vencidos se nos superarmos, enquanto comunidade.
O aumento da produtividade, a eficiência do Estado, a reforma na Justiça, a melhoria das prestações na Saúde, a justiça distributiva, a qualidade do ensino, a sustentabilidade da Segurança Social, o crescimento económico, etc, etc. não se atingem só com brilhantes formulações teóricas. É preciso um País mobilizado.
 
É também aqui que a opção dos portugueses se coloca:
Será que o País prefere assistir à continuação de um governo desgastado, crispado e com tiques de “fim de ciclo”? Será que quer um primeiro-ministro que semeia o medo na sociedade, atolado em sinuosas condutas éticas, em conflito com tudo e todos, das classes profissionais aos sindicatos, do PR a todos os partidos da oposição?  Será que o País quer prolongar este clima depressivo em que mergulhámos e assistir passivamente a esta espécie de “morte lenta” das soluções de José Sócrates? Será que o País quer adiar por um ou dois anos a inevitável mudança que um governo minoritário ou de coligação à esquerda inevitavelmente provocará?
 
Ou será, pelo contrário, que o País quer dar o salto para um novo ciclo, com ideias diferentes, com ímpetos refrescados e com gente renovada? É bom lembrar que às reconhecidas características de credibilidade e competência de MFL, se deve acrescentar a sua vontade de renovar, de trazer novos quadros e novas ideias para a vida pública. A sua escolha para cabeça-de-lista às Europeias é, de resto, um bom indício inspirador.
 
O PSD pode não ter meios (nem vontade) para contratar os spin doctors de Barack Obama. Mas nada muda esta realidade: é do lado do PSD que está a Mudança e a oportunidade para sonharmos com um País melhor.


Pedro Duarte, no "Jamais"



publicado por Política de Verdade às 18:43
21 de Agosto, 2009 | link do post | comentar

 
Donativos

Donativos

Redes Sociais