Sábado, 19 de Setembro de 2009

O desemprego atinge hoje mais de 500 mil portugueses, cerca de 9,1% da população, no segundo trimestre deste ano, de acordo com os dados do INE. O nível mais elevado desde 1987. O número é grave. Como se toda a população residente da cidade de Lisboa estivesse desempregada.

 

Paulo Marcelo no "Jamais"



publicado por Política de Verdade às 12:08
19 de Setembro, 2009 | link do post | comentar

1 comentário:
De Rui Lima a 19 de Setembro de 2009 às 23:10
Nesta recta final da campanha, esforço-me para impedir que os PS (Partido Socialista e Sr. Pinto de Sousa) sejam reeleitos. Assim, considero importante que a Dra. Manuela Ferreira Leite venha agora lembrar aos portugueses alguns factos relevantes da história recente do socialismo em Portugal:



Asfixia I:


Será que o povo ainda se recorda da célebre frase do Dr. Jorge Coelho, então secretário da propaganda de António Guterres:



“Quem se mete com o PS, leva!!”



Nem mais… É precisamente isso que se verifica hoje: quem se mete com os PS (idem), leva mesmo. Era bom que lembrassem às gentes esta convicção dos líderes, para que não esqueçam esta “promessa eleitoral”, este conteúdo programático que surge genuinamente, sem reservas, na boca em emoção.



Asfixia II:


O caso recente do Juiz Rui Teixeira, que continua a “levar” do PS por se ter “metido” com ilustres membros do partido. Peço-vos que alertem as consciências nacionais para este exemplo de dignidade, ou falta dela, por parte do PS. É um caso real de asfixia democrática e de “levar”.



OTA e programa PS:


Será ainda que todos os meus concidadãos já esqueceram a famosa expressão “margem Sul, jamais!!”, desse triste partidário dos PS? Porque insistiu tanto ele, e os seus amigos, na solução Ota, sabendo que a maioria das mentes pensantes e capazes da nação estavam convictas na solução alternativa, como se veio a provar e validar? Porquê insistir tanto no erro, ao extremo do ridículo? Tomo o infeliz Engº. Mário Lino e seus amigos como pessoas inteligentes, e só consigo entender essa presunção facciosa no erro com um benefício não perceptível pelas restantes partes. Serão eles iluminados e nós não, que não descortinamos os benefícios da Ota face à solução actual, ou há algo mais na agenda porque valerá a pena correr o risco? O programa eleitoral do PS está pejado de “oportunidades” como esta, que só a força persistente da sociedade civil, em conjunto e só em conjunto, consegue desfazer. Mas eu, como cidadão honesto e digno, não quero estar sempre preocupado em organizar e apoiar movimentos da sociedade civil, que será o cenário futuro se os PS ganharem estas eleições, infelizmente. Os PS insistem tanto na lógica das propostas eleitorais, com isso desfocando o debate sobre os erros e falsas expectativas eleitorais do exercício recente do seu poder e sobre a agenda própria “legitimamente” apresentada em programa aos eleitores (para depois justificarem a execução da agenda).





Insisto com os candidatos, encarecidamente, que passem a mensagem, sejam a nossa caixa de ressonância perante as massas, nestes próximos dias críticos de campanha. O povo deve ser lembrado da real essência do PS e da sua agenda, com vigor. Os verdadeiros sound bites devem ser “lembram-se”, “meter com o PS, leva” e “jamais”.



Comentar post

 
Donativos

Donativos

Redes Sociais