Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Os estrategos socialistas devem ter dado graças aos céus por a TVI 24 ser ainda um canal com pouca audiência. Se não fosse, muito mais milhares de telespectadores teriam visto esta noite o fraquíssimo desempenho de Vital Moreira num frente-a-frente com Paulo Rangel sobre as europeias em que o tema de que menos se falou foi a Europa. Mais parecia um debate sobre as legislativas, com cinco meses de antecipação, do que sobre os novos rumos da construção europeia, o que só confirma o irremediável provincianismo vigente cá no burgo: a nossa Europa termina às portas de Badajoz.

Restou, portanto, a agenda doméstica. E aqui Vital foi desastroso ao equiparar o Portugal de Sócrates e da crise ao País das Maravilhas, destacando a "reforma extraordinária que está a ser feita nas nossas escolas" e o "maior rendimento disponível" dos funcionários públicos. "Portugal está a resistir à crise muito melhor do que muitos países", sentenciou o cabeça de lista do PS no dia em que se soube isto. "A maior parte das pessoas tem mais liquidez do que no ano passado", observou também, no mesmíssimo dia em que isto foi divulgado.

Paulo Rangel nem precisou de se esforçar para ganhar o debate. E chegou até a parecer genuinamente admirado com o fervor propagandístico do seu antagonista, demasiado fácil de desmontar: o excesso de fé cega muitos iluminados. Vital Moreira, concluiu acertadamente o cabeça de lista do PSD, "nas questões internas é mais papista do que o papa e nas questões externas quer mostrar autonomia por razões tácticas".

Para azar de Vital Moreira, neste debate quase só se falou de questões internas...

 

Pedro Correia, no "Delito de Opinião"



publicado por Política de Verdade às 12:45
22 de Maio, 2009 | link do post | comentar

1 comentário:
De marcelo-cell a 22 de Maio de 2009 às 12:54
Eu assisti atentamente ao debate, Vital Moreira demonstra uma tremenda inquietação durante todo o debate. O porquê deve ter sido não não ser capaz de qualificar os grandessíssimos erros políticos/governamentais do seu Partido enquanto maioria absoluta durante estes últimos 4 anos.
Ao não poder fazer frente às inúmeras propostas do PSD para a Europa desviou a sua atenção para o socialismo face à crise em Portugal, na qual ele mentiu mais uma vez (como é habito deste governo do qual ele apoia) aos português!

Quem irá votar, deveria ver como eu vi, este debate.


Comentar post

 
Donativos

Donativos

Redes Sociais